ImprensaReleases


Teste do pintinho

Especialista alerta para importância dos cuidados urológicos desde a infância

Pouca gente sabe, mas a exemplo de vários exames importantes para a saúde do bebê – como os testes do pezinho, da orelinha e do olhinho – a avaliação urológica para crianças do sexo masculino deve ser realizada precocemente. Além de prevenir doenças, o diagnóstico precoce é sempre um facilitador do tratamento. “O ideal é que a primeira avaliação ocorra ainda nos dois primeiros anos de vida do bebê”, orienta o urologista pediátrico Ubirajara Barroso.

Na primeira consulta, além do exame clínico para averiguar o funcionamento do órgão sexual da criança, o especialista orienta os pais sobre asseio genital, desnecessidade de manobras forçadas em caso de fimoses. “A fimose ainda é cercada de mitos para muitas pessoas. Hoje, o uso de pomadas locais pode evitar cirurgias, mas somente a partir do segundo ano de vida da criança é que podemos fazer uma melhor avaliação”.

Já na adolescência, quando surgem os pêlos pubianos, a consulta com urologista, além de avaliar o desenvolvimento do órgão genital na puberdade, ajuda a diminuir as dúvidas e inquietações sobre sexualidade. “É natural que os adolescentes tenham interesse sexual e nem sempre os pais sentem-se preparados para este diálogo. Na consulta, temos uma abordagem profissional, que respeita a linguagem e a maturidade da criança”, explica o especialista, lembrando que determinadas patologias podem e devem ser diagnosticadas na infância para evitar complicações futuras. “A varicocele, popularmente conhecida como varizes no testículo, é a maior causa de infertilidade masculina e pode ser diagnosticada e tratada na adolescência”.

As patologias urológicas mais comuns na fase de desenvolvimento são: incontinência urinária, problemas de formação da uretra, aumento de volume dos testículos e ambigüidade genital. O período de férias também requer cuidados, alerta o especialista. Temperaturas elevadas e maior tempo com roupas molhadas favorecem a proliferação de fungos. A doença causa pintas avermelhadas, inchaço e coceira no pênis.

Sobre Ubirajara Barroso:

Professor Chefe de Disciplina de Urologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Professor Adjunto da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, é membro titular da Academia de Medicina da Bahia e coordenador do Centro de Distúrbios Miccionais da Infância (Cedimi). Conferencista internacional, tem artigos sobre inovações no tratamento de patologias da área de urologia pediátrica publicados nas principais revistas científicas do mundo.

Frente & Verso Comunicação Integrada
Jornalista Responsável: Fernanda Carvalho
Tel.: (71) 98105-9609
fernanda@frenteeverso.com

CEDIMI: Centro de Distúrbios Miccionais na Infância

CEDIMI: Centro de Distúrbios Miccionais na Infância

O CEDIMI é um centro de referência nacional e o primeiro da Bahia especializado no tratamento de alterações miccionais na infância.

Saiba mais

Centro Médico Aliança

Av. Juraci Magalhães Junior, 2096 3º andar
Sala 306, Rio vermelho, Salvador

Telefone: (71) 2108 - 4670
E-mail: ubarroso@uol.com.br

Uropediatria – Urologia Pediátrica – Salvador – Bahia | Dr. Ubirajara Barroso Jr – Uropediatria – Xtrofia de Bexiga – Enurese Noturna – Disfunção do Trato Urinário Inferior (DTUI) – Refluxo Vésico-Ureteral – Hipospádias